Imagem/Saraiva


Hoje é 7 de setembro e muitos ainda se perguntam se o Brasil é, de fato, um país independente. A dúvida persiste, sobretudo após o golpe de 2016 e suas consequências nefastas. De lá para cá, a soberania de Pindorama vem sendo testada e apequenada. Diante desse cenário, a Aroeira indica a leitura de um clássico da antropologia brasileira, cujo autor se propõe a responder a seguinte pergunta: “por que o Brasil ainda não deu certo?” O autor é Darcy Ribeiro, um obstinado e incansável apaixonado pelo povo brasileiro, o livro
O povo brasileiro. Segundo Darcy, “escrever este livro foi o desafio maior que me propus”. Nele, empenhou-se em elaborar uma teoria que fosse capaz de explicar o Brasil em seus próprios termos, a partir de sua própria experiência histórica, pois “as teorizações oriundas de outros contextos eram todas elas eurocêntricas demais e, por isso mesmo, impotentes para nos fazer inteligíveis”. Coerente com suas convicções, alerta o leitor, dizendo: “não se iluda comigo, leitor. Além de antropólogo, sou homem de fé e de partido. Faço política e faço ciência movido por razões éticas e por um fundo patriotismo. Não procure, aqui, análises isentas. Este é um livro que quer ser participante, que aspira a influir sobre as pessoas, que aspira a ajudar o Brasil a encontrar-se a si mesmo”. É uma obra, portanto, que nos convida a sermos realistas esperançosos, empenhados em compreender o país, para transformá-lo, navegando pela dialética do novo e do velho. Fica a dica.