Imagem/Amazon

O livro “No Útero Não Existe Gravidade” da escritora Dia Nobre é um chamado potente a se pensar sobre a condição de ser mulher. Fugindo das nomenclaturas formais, o texto de Dia se baseia em uma prosa-poética que traça o caminho percorrido pela personagem principal desde sua infância até a idade adulta. Com episódios que, infelizmente, são fáceis para as mulheres se identificarem, o texto fala de abandono materno, automutilação, abuso sexual, assédio e uma infinidade de sentimentos.

Tratando de questões tão significativas e trazendo na sua escrita grande autenticidade, Dia Nobre consegue através de curtos capítulos capturar o leitor e revirar as marcas e angustias do que é viver. Atravessando as relações geracionais e familiares, mães, filhas e avôs vivem a pressão pela maternidade compulsória e as pressões sociais quando se nasce em um corpo dito feminino. No texto também é possível perceber as relações analíticas da Psicanálise e da Psicologia no desenrolar dos traumas.

O livro lançado em 2021 pela Editora Penalux foi finalista do 4º Prémio Mix Literário. E é, no momento, o nº 1 em Ficção Contemporânea na Amazon. Até dia 09/02, a obra estará disponível para ser baixada gratuitamente no Kindler.

Pela potência, vivacidade e angustia indicamos hoje a leitura de “No Útero Não Existe Gravidade”. Fica a dica!